Dermatite seborreica no couro cabeludo: receitas caseiras

A dermatite seborreica é uma afecção que atinge muitas pessoas ao redor do mundo. A forma como ela se manifesta deixa margem para muitas conclusões erradas sobre os portadores dessa condição.

Dessa forma, se faz mais do que necessário compreender melhor o que é essa inflamação. Saber quais as possíveis causas e de que maneira ela pode ser amenizada.

Portanto, o intuito desse artigo é te entregar essas informações com detalhes sobre a dermatite seborreica no couro cabeludo. Veja ainda, algumas receitas simples e caseiras que podem te ajudar no processo de regressão da mesma.

dermatite seborreica no couro cabeludo

Definindo essa inflamação

Ela é mais conhecida pelos nomes de caspa, eczema ou seborreia. É uma condição crônica que surge nas partes do corpo aonde a produção de óleo é maior, no caso aqui, no couro cabeludo.

Assim, esses altos níveis de óleo podem surgir como consequência de dois elementos. O primeiro é a super produção pelas glândulas sebáceas, e o outro é através da presença de um fungo chamado Pityrosporum ovale.

Desse modo, essa doença tem seus períodos de melhora e piora, aliás ela se manifesta através de lesões avermelhadas nas quais coçam e descamam, causando uma sensação desagradável. Muitas pessoas que possuem essa condição acabam passando por situações de constrangimento social.

No entanto, o que muitos não sabem é que essa doença não é resultado de falta de higiene. E ainda, ela não é contagiosa. Nos próximos tópicos você vai entender mais sobre as causas da mesma, acompanhe.

Quais as causas da dermatite seborreica?

Essa não é uma questão bem resolvida pela comunidade médica. Entretanto, as causas ainda se fazem um mistério para a mesma. Porém, acredita-se que a dermatite seborreica seja consequência de uma série de fatores e não só um ponto em específico. Veja alguns deles.

  • Predisposição individual;
  • Alterações hormonais;
  • Estresse ou ansiedade;
  • Climas extremos (muito seco ou muito frio);
  • O fungo Pityrosporum ovale;
  • Mudanças bruscas de temperatura;
  • Algumas outras condições médicas;
  • Uso de alguns medicamentos.

Ainda, um outro mito que fica ao entorno dessa doença, é que ela é causada por alergia. Isso não é verdade, já tendo sido descartado como algo a ser considerado.

Quais são os fatores de risco envolvidos?

As pessoas mais propensas a desenvolver essa inflamação são adultos de 30 a 60 anos. Também, seu surgimento é mais comum em homens do que em mulheres e em indivíduos com pele muito oleosa. No entanto, algumas outras condições podem agravar a doença. São eles.

  • Acne;
  • Depressão;
  • AIDS;
  • Epilepsia;
  • Transtornos alimentares;
  • Doença de Parkinson;
  • Condição cardíaca;
  • Acidente vascular cerebral (AVC);
  • Rosácea (doença de pele);
  • Psoríase (doença de pele);
  • Alcoolismo.

Sintomas da dermatite seborreica

Esses são os responsáveis pela maioria dos constrangimentos que pessoas com essa doença sofrem. Então, confira logo abaixo quais são os sintomas mais comuns da dermatite seborreica.

  • Flocos de pele no couro cabeludo, podendo se espalhar para sobrancelhas, barbas e cílios;
  • Pele avermelhada;
  • Descamação de crostas de pele;
  • Coceira ou sensação de ardência (o que pode ser um indicativo de piora da inflamação);
  • Oleosidade no couro cabeludo.

Dermatite seborreica tratamento

A parte de detecção da doença sempre deve ser feita por um especialista no assunto, no caso, o dermatologista. Na maioria das vezes ele solicita um dos 3 exames a seguir.

  • Biópsia;
  • Teste de contato;
  • Exame micológico.

Como foi dito anteriormente, essa condição tem seus períodos onde está mais acentuada ou não. E ainda, por ser crônica, o que dá para fazer é amenizar os sintomas do indivíduo.

Assim, muitos profissionais da área buscam fazer uma combinação que envolva remédios e mudanças no estilo de vida. Uma das coisas mais prescritas por eles é o famoso shampoo anticaspa. No entanto, eles costumam ter certos componentes, veja quais.

  • Cetoconazol;
  • Sulfeto de selênio;
  • Ácido salicílico;
  • Alcatrão de hulha;
  • Piritionato de zinco.

Assim sendo, alguns medicamentos podem fazer a diferença no processo de melhora dessa inflamação. Alguns deles estão listados logo a seguir.

dermatite seborreica
  • Cetobeta;
  • Betnovate;
  • Cefanaxil;
  • Diane 35;
  • Novacort;
  • Meticorten;
  • Oto Betnovate;
  • Prednisolona;
  • Fungirox;
  • Diclin;
  • Prednisona;
  • Berlison;
  • Betametasona combinado com ácido salicílico ou sulfato de gentamicina.

O mais importante de todo o tratamento é que você jamais se automedique, a situação pode ficar pior. Portanto, essa lista logo acima é só a título de curiosidade, sendo o médico o responsável por prescrever a medicação correta.

No entanto, você pode sim tentar algumas metodologias para amenizar a doença. Então, no próximo tópico, veja algumas receitas que são simples e eficazes para ajudar no combate a dermatite seborreica no couro cabeludo.

Receitas caseiras para te ajudar no controle da dermatite seborreica no couro cabeludo

Vinagre de maçã e água

O ácido acético, vinagre, tem como função, acidificar o pH de qualquer coisa que entre em contato, certo? Assim sendo, essa característica pode ser muito eficiente no controle de fungos, podendo até melhorar a questão da oleosidade.

Desse modo, o seu efeito adstringente ajuda na remoção de substâncias químicas e no fechamento das cutículas. O indicado é que o vinagre seja diluído na água na proporção de 1:3, respectivamente. Você pode aplicar no banho e enxaguar no final.

Gel de babosa

Essa é uma planta que muitas pessoas têm em casa, e também é bem simples de encontrar. Além disso, ela consegue aliviar a irritação da pele e também, hidratá-la. Então, retire o gel da babosa e aplique por 30 min. Em seguida, é só lavar normalmente.

Bicarbonato de sódio

Possui função esfoliante e antifúngica. Facilmente de ser encontrado, além disso, você pode aplicá-lo no couro cabeludo e lavá-lo horas depois. Com algumas semanas de uso, você verá uma melhora significativa na inflamação.

Suco de limão

Ele é recheado de um componente muito importante, o ácido ascórbico, mais conhecido como vitamina C. Ainda assim, tem um efeito semelhante ao do vinagre, devendo ser aplicado da mesma maneira. Porém, cuidado com a exposição ao sol, é necessário lavar muito bem a pele antes de sair.

Óleo de coco

Rico em vitamina E, K e ferro, ele é um excelente umectante. Portanto, ajuda também na diminuição da inflamação e possui efeito antimicrobiano. O recomendado é que se aplique no couro cabeludo seco, poucas horas antes da lavagem do mesmo.

Por fim, agora você está bem informado sobre a dermatite seborreica no couro cabeludo. Não esqueça de colocar essas receitas em prática e também, de procurar um profissional para te auxiliar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *